Sensações Virtuais

quinta-feira, dezembro 14, 2006

Quanto mais me bates


Quanto mais gosto de ti. Assim reza a música do já clássico repertório da pop nacional. E não é que era uma música bem progressista? Muito antes da Madonna nos ter oferecido sadomasoquismo para as massas no seu álbum Erótica, já em Portugal se cantavam os encantos da agressão em contexto doméstico (consensual, claro está). Acoite aqui, beliscadela ali e gotas de cera derretida acoli, cada vez mais se procura inovar o sexo com actividades que procuram apimentar as relações e agudizar os sentidos. E alimentar o amor, claro está.

Afinal, sendo dado a escolher, porque ficar com os gelados sabor a baunilha e porque não experimentar os sabor a canela, a pimenta ou a pistachio?


Se de alguma forma o SM e toda uma parafrenália de fetiches estão na moda, há que não esquecer que eles não são propriamente novos. Mesmo antes do Marquês de Sade (1740-1814) e de Leopold Sacher-Masoch (1836-1895) lhe terem dado nome e de Krafft-Ebbing (1840-1922) lhes ter chamado de psicopatias sexuais, já muita gente teria sucumbido nas malhas do prazer do chicote e nas maravilhas do couro (isto, claro, porque não conheciam ainda o látex...).

Mas afinal para que serve isto do BDSM. E mais ainda: que espécie de tara é esta que da dor e da submissão se tira prazer? Não é isso afinal uma contradição? Ou bem que é dor, ou bem que é prazer! Ora bem, para muitos adeptos da coisa, tudo tem bem mais a ver com a vivência psicológica do que com a sensação física. Que é o ser-se humilhado e subjugado por alguém que é fonte de experiências tão sublimes que ultrapassam o popularucho orgasmo.

Bem, mas mais não contamos. Que o resto terão que ir ouvir nas nossas já famosas Sensações Periódicas. Para falar destas taras e manias, teremos:

Sílvia Gil, proprietária da loja Bizarre Fetish Store em Alfena (
http://bizarrefetishstore.com/) e membro da comunidade BDSMAna Soromenho, jornalista do Expresso e autora de uma reportagem sobre a comunidade BDSM em PortugalRui Afonso Santos, Historiador de Arte

Juntem-se a nós e venham descobrir um pouco mais desse mundo fascinante do sexo que vai muito além da posição do missionário. É nesta 5ª feira, dia 14 de Dezembro pelas 22 horas no Espaço Jovem da CML, no Bairro Alto. E ainda por cima a entrada é gratuita!!!


Fonte imagem: www.erotik-art.de

1 Comments:

Enviar um comentário

<< Home

Image Hosted by ImageShack.us