Sensações Virtuais

segunda-feira, junho 05, 2006

Aprender o Sexo




É uma verdade universal que não nascemos ensinados. Mal pomos pé neste mundo começamos a aprender, seja por imitação ou por outro processo qualquer. Acumulamos conhecimentos e, dependendo da criatividade de cada um, acabamos por extrapolar o apreendido e inovar, criar!

Também no sexo aprendemos, ou melhor, devíamos aprender. Melhor ainda, devíamos estar disponíveis para aprender e melhorar constantemente. Infelizmente a hosnestidade de assumir que se quer aprender nem sempre é bem aceite. Podemos ter de lidar com duas reações diferentes: a de gozo pela assumpção de "um desconhecimento" ou inexperiência (especialmente se o sujeito for do sexo masculino, caso seja do sexo feminino a reacção é, ainda, a inversa. Aí o desconhecimento representa "bom comportamento", o que é um valor a ser preservado). Por outro lado temos a comum reacção do falso naturalismo, ou seja, " sexo não se aprende, é algo tão natural que flui instintivamente..."

Em resumo, temos saber fazer e fazer bem. E se, por um lado, as mulheres têm usufruido desde há alguns anos de variado manancial de revistas que oferecem 10 dicas (muito politicamente correctas) para atingir o orgasmo, já os homens não possuem este tipo de manuais práticos e, sempre que procuram aprender, de imediato são apelidados de tarados.

É claro que aprender também pode ser divertido, ou melhor, deve ser! No caso do sexo será mais adequado dizer de forma divertida aprender a divertir-se... A questão reside no facto de muitos ainda pensarem que esta não é uma área digna de aprendizagem, que o desejo de usufruir o máximo possível da nossa sexualidade, do nosso corpo e também do corpo do outro é uma redução da sexualidade à sua instância carnal.

A verdade é que o nosso bem-estar enquanto seres humanos passa também pelo corpo, por gostar dele e por usufruir de todas as suas potencialidades. O que não inviabiliza mas pode complementar todos os sentimentos não-carnais que nos invadem. Impossível discutir o facto de que uma vivência gratificante da sexualidade implica (auto)conhecimento do que é também físico, não apenas psicológico. Esta será então uma fase essencial de aprendizagem para uma vida sexual prazenteira. Muitas outras fazem parte deste devir, algumas mais centradas no outro, outras no próprio e ainda outras centradas em diferentes instâncias...

Seguindo este objectivo de aprendizagem Londres vai realizar em Setembro de 2006 um parque temático dedicado ao sexo que terá por lema "aprenda a ser um melhor amante". Este parque temático pretende dar aos visitantes informações para melhorar sua performance sexual.

Matérias a leccionar:

  • prazer
  • orgasmo
  • descobrir zonas erógenas (em modelos de silicone em tamanho real)
  • como beijar melhor
  • como falar de forma sexy
  • informação sobre os perigos do sexo sem protecção

Sabemos que aprender dá trabalho. Mas, comodismos à parte, aprender dá os seus frutos. Deixemo-nos de comodismos e vamos aprender a ser melhores amantes. Se for possível ir a Londres melhor....

1 Comments:

  • At 5:21 da tarde, Anonymous Dayane said…

    Eu tenho umas Duvidas sem sentido mais isso mi pessegui muito.
    minha duvida é?
    o que agente fala para o homem na hora do sexo.

     

Enviar um comentário

<< Home

Image Hosted by ImageShack.us